Exame

Perda de audição nas frequências baixas

imagem mostra pessoas com perda auditiva nas frequências baixas

O que é a perda de audição nas frequências baixas?

Pessoas com perda de audição nas frequências baixas têm dificuldade em ouvir sons graves (frequências de som iguais ou inferiores a 2000 Hz). Alguns exemplos de sons graves incluem, certas vozes de homens e o sons do baixo (instrumento musical). A maior ou menor dificuldade em ouvir estes sons irá depender do seu grau da perda de audição nas frequências baixas.

Esta forma de perda de audição afecta principalmente a percepção de sons de baixa frequência. Por isso, os sons nesta frequência podem parecer mais baixos do que são na realidade.

Teste auditivo online

Ilustração mostra parte do ouvido onde ocorre a perda auditiva nas frequências altas

Perda auditiva neurossensorial para frequências baixas

A perda auditiva neurossensorial pode resultar numa perda de audição nas frequências baixas, o que significa que um défice auditivo nas frequências baixas é causado por danos nas células ciliadas numa região específica da cóclea (no ouvido interno).

Visto que é da responsabilidade das células ciliadas garantir que o som viaja do ouvido externo até ao cérebro, os danos nestas células podem afectar consideravelmente a capacidade de uma pessoa ouvir correctamente.

Consequências da perda de audição

Imagem mostra homem a falar ao telefone

Marque um teste auditivo grátis

Marque um teste auditivo grátis para saber se tem perda de audição nas frequências baixas ou de outro tipo. Podemos sugerir soluções e ajudá-lo a compreender melhor o seu problema.

Questão 1 de 1
Tem mais de 55 anos?
+100
Centros Auditivos
Resultados
imediatos
+130 000
clientes satisfeitos
GRÁTIS
exames auditivos

O que causa a perda de audição nas frequências baixas?

A perda de audição nas frequências baixas pode estar presente nas formas de perda auditiva neurossensorial e condutiva. As causas podem ser genéticas ou podem ser resultado de uma doença na infância.

Factores que normalmente podem causar perda de audição nas frequências baixas incluem:

  • Mutação da síndrome de Wolfram
  • Doença de Ménière
  • Displasia de Mondini
  • Perda de audição súbita.

Conselho de um especialista

Visto que a perda de audição nas frequências baixas é menos comum do que a perda de audição nas frequências altas, é boa ideia estar ciente dos sinais e sintomas, para que consiga identificar se tem perda de audição nas frequências baixas – e procurar aconselhamento profissional neste âmbito.

No entanto, pode ser difícil identificar a sua própria perda de audição nas frequências baixas, pois muitos dos sinais são semelhantes a outras formas de perda de audição. Informar-se continua a ser uma excelente forma de conhecer a sua saúde auditiva e para procurar uma solução que possa ser benéfico para a sua saúde.

Quando devo fazer um teste auditivo

Sinais e sintomas da perda de audição nas frequências baixas

Quando tem sintomas ligeiros de perda de audição nas frequências baixas é fácil não lhes dar a devida importância, no entanto, o mais certo, é perder sons importantes para si, o que pode vir a afectar a sua qualidade de vida.

Imagem mostra pessoas a conversar
Dificuldade em acompanhar conversas
Tem dificuldade em acompanhar conversas em grupos - especialmente quando existe ruído de fundo
Imagem mostra homem a falar ao telefone
Conversas telefónicas são pouco claras
Poderá ter dificuldade em ouvir conversas telefónicas e pede frequentemente às pessoas que repitam o que disseram
Imagem mostra mulher com a mão perto do seu ouvido
Sons de baixa frequência são difíceis de compreender
Poderá ter dificuldade em ouvir sons graves mais fundos (tais como a voz de um homem)

Soluções para a perda de audição nas frequências baixas

Os aparelhos auditivos modernos conseguem garantir um apoio considerável às pessoas que sofrem deste tipo de perda de audição.

 

Embora algumas pessoas possam sentir que as frequências baixas não têm um impacto tão importante nas suas vidas como as frequências altas, os efeitos da perda de audição nas frequências baixas podem começar a afectá-lo nas actividades diárias, quando começar a captar cada vez menos sons à sua volta. Por isso, é importante procurar aconselhamento e apoio profissional se notar que está a ter algum sintoma da perda de audição.

 

Marque um exame auditivo GRÁTIS Soluções para a perda de audição

Martha Menéres, Audiologista - Acústica Médica

O meu nome é Martha Menéres e sou audiologista na Acústica Médica. Licenciei-me em 2007 na ESS Porto. A reabilitação auditiva é uma área da audiologia bastante gratificante, pois temos a oportunidade de ajudar cada vez mais pessoas a ouvir melhor, não só graças ao progresso científico-tecnológico a que a Oticon nos vem habituando, como através do acompanhamento clínico e humano. Na Acústica Médica tenho a oportunidade de pôr em prática a minha paixão diariamente, contribuindo para uma melhoria significativa na qualidade de vida dos nossos clientes, bem como das suas famílias, com o apoio de uma equipa multi-disciplinar sólida, experiente e com vontade de fazer a diferença a cada dia, apaixonadamente.

Fontes

1. Niskar AS, Kieszak SM, Holmes A, Esteban E, Rubin C, Brody DJ. Prevalence of Hearing Loss Among Children 6 to 19 Years of Age: The Third National Health and Nutrition Examination Survey. JAMA. 1998;279(14):1071–1075. doi:10.1001/jama.279.14.1071

2. Parving A, Sakihara Y, Christensen B. Inherited sensorineural low-frequency hearing impairment: some aspects of phenotype and epidemiology. Audiology. 2000 Jan-Feb;39(1):50-60. doi: 10.3109/00206090009073054. PMID: 10749071.

3. MarkeTrak 10, Marketing Research, Inc.